noticias528 Seja bem vindo ao nosso site Jornal O Litoral!

Cidade

Faleceu o ex-secretário municipal em várias gestões, Mário Pinheiro

Publicada em 18/02/21 às 21:57h - 45 visualizações

Jornal O Litoral


Compartilhe
Compartilhar a notícia Faleceu o ex-secretário municipal em várias gestões, Mário Pinheiro  Compartilhar a notícia Faleceu o ex-secretário municipal em várias gestões, Mário Pinheiro  Compartilhar a notícia Faleceu o ex-secretário municipal em várias gestões, Mário Pinheiro

Link da Notícia:

Faleceu o ex-secretário municipal em várias gestões, Mário Pinheiro
 (Foto: Internet)

Faleceu o ex-secretário municipal Mário Pinheiro nesta quinta-feira, 18, na oportunidade, todos que fazem o Jornal O Litoral, deixa aos familiares e amigos, o sentimento de profunda dor. Que Deus conforte a todos!

Veja abaixo, um pouco da história publicada na ACLA - Academia de Letras Pedro Simões Neto, em 5 de abril de 2018.


HOMENAGEM AO PROFESSOR

MÁRIO PINHEIRO DA SILVA
Por Gerinaldo Moura da Silva

Dentre os vários acontecimentos que marcaram a humanidade, a história vai registrando para que os sejam sirvam de exemplo a todos em todos os tempos excluindo os que prejudicam ao desenvolvimento do homem em sociedade. Dentre essas fases históricas podemos destacar o período do Entre – Guerras, que foi marcado pela retirada da Rússia da Primeira Guerra Mundial; a Crise de 1929 e o Crack na Bolsa de Valores de Nova Iorque e o surgimento dos regimes totalitários conhecidos como Nazifascismo que se instalou na Itália, na Alemanha, em Portugal, e na Espanha, dando também seus passos no Brasil, apoiado pelo governo de Getúlio Vargas.
Foi nesse Entre Guerras que vai nascer em São Paulo do Potengi (RN), Mário Pinheiro da Silva, no dia 05 (cinco) de junho do ano de 1925, sendo filho do senhor Júlio Pinheiro da Silva e da senhora Josefa Pinheiro da Silva, que tiveram ainda mais 11 (onze) filhos, todos já falecidos. Ao completar 15 (quinze) anos, e acompanhando os acontecimentos da Segunda Guerra Mundial iniciada em 1939, quando Hitler ordenou a invasão da Polônia, Mário Pinheiro foi trazido para o Ceará-Mirim por seu pai Júlio Pinheiro, para trabalhar, ficando sob os cuidados do senhor Acrísio Marinho de Queiroz, que o encaminhou para o seu amigo Uriel, que o empregou na Padaria e Mercearia do senhor João Neto, que era sócio do senhor Sérgio Fonseca onde ele permaneceu por 02 (dois) anos. Esse empreendimento comercial ficava localizado na Rua Coronel Felismino Dantas, onde tempos depois funcionou o Armazém Ramalho, de propriedade do senhor Antonio Ramalho. Com o falecimento do senhor Sérgio Fonseca, Mário Pinheiro ainda permaneceu trabalhando com João Neto por mais 12 anos.
Praticamente ele morava na padaria. Sua vida se resumia ao trabalho e todo o dinheiro que ganhava ele enviava para seu pai comprar gado. Com o tempo, ele comprou um terreno nas proximidades do lenheiro da padaria, onde construiu sua primeira casa em Ceará-Mirim. Depois, comprou o ponto comercial na esquina da Rua Boa Ventura de Sá com a Praça Monsenhor Celso Cicco, onde montou uma grande mercearia sortida de um tudo. Essa mercearia foi vendida depois a Dudu, e ficava em frente à residência do Dr. Rivadávia Pacheco. Anos mais tarde, ele vendeu a mercearia e passou a investir na agricultura, utilizando os conhecimentos de trazia e unindo o seu amor pelo campo e pela natureza em geral.
Mário Pinheiro foi alfabetizado juntamente com seus irmãos, por uma professora particular que morava a alguns quilômetros de distância da propriedade de sua família, o que os levava a caminhar todos os dias para a casa da professora, encarar a Carta de ABC e a famosa Tabuada, tendo como “auxiliar” a velha e conhecida “Palmatória”. Depois, foi matriculado na Escola Municipal de Telhas - distrito de Ielmo Marinho (RN), onde concluiu seus estudos básicos. Ielmo Marinho pertencia antes a São Paulo do Potengi.
Já instalado em Ceará-Mirim, e trabalhando na padaria, recebeu a visita do então vigário paroquial, o Padre Ruy Miranda, que o convidou a retomar seus estudos, pois estava fundando uma escola que funcionaria no noturno, e seria voltada para a clientela que trabalhava durante o dia, pessoas casadas e/ou quem estava fora da sala de aula há muito tempo. Mário Pinheiro foi então encaminhado para falar com o professor José Tito Júnior para se preparar no Curso Preparatório ao Exame de Admissão e ele destaca seu amigo dessa época, o senhor Manoel Barbosa, ex-funcionário da Usina São Francisco e que também já foi vereador em Ceará-Mirim e que durante a administração da Prefeita Therezinha Mello assumiu a Secretaria Municipal de Administração. Os dois foram aprovados na Admissão com média 8,5 cada um, e fizeram parte da 2ª turma matriculada na Escola de Comércio, atual Escola Estadual Professor Edgar Barbosa. A dedicação de Mário Pinheiro aos estudos era admirável. Ele foi considerado por seus professores e seus colegas como o mais preparado para ingressar na UFRN-Universidade Federal do Rio Grande do Norte, pois, o que mais queria era fazer o vestibular para Agronomia, sonho que teve de ser adiado devido a alguns fatores que surgiram durante sua vida pessoal.
Mário Pinheiro recebeu o convite do diretor da Escola de Comércio, Padre Ruy Miranda para lecionar na referida escola, depois de ter sido recomendado pelos professores que, em sua maioria vinham de Natal dar aulas em Ceará-Mirim, e ele aceitou a nobre função, passando a lecionar as disciplinas de Matemática e Prática de Comércio.
Anos depois, o professor José Tito Júnior deixou o cargo de vice-diretor da Escola de Comércio, e Padre Ruy Miranda convidou Mário Pinheiro para exercer essa função, na qual ele permaneceu até ser convidado pelo seu ex-professor e também colega de magistério o senhor Floriano Peixoto, homem honrado que por mais de duas décadas exerceu a função de secretário municipal da Prefeitura de Ceará-Mirim para assumir a função de Lançador de Impostos, passando em seguida para o cargo de Chefe do Departamento da Fazenda, nomeado pelo então prefeito Aderson Eloy de Almeida, continuando como Secretário de Finanças, durante os governos dos prefeitos Dr. Murilo Barros, Ruy Pereira Júnior e Edgar de Gouveia Varella, sendo um dos colaboradores na construção do Código de Posturas e Obras do Município de Ceará-Mirim, além de ter participado do processo de criação das Secretarias de Assistência Social e Tributação.
Ainda como servidor municipal, Mário Pinheiro da Silva assumiu os cargos de Secretário de Administração e Obras no governo dos saudosos prefeitos Orione Barreto e Roberto Pereira Varella. Com a morte de Orione Barreto e a ascensão de Jorge Câmara Cavalcanti Silva (Jorginho Câmara), Mário Pinheiro chegou a ocupar os cargos de Secretário da Administração e Obras; secretário municipal de Educação – cargo que passou para a professora Rejane Mendonça e secretário Municipal de Finanças, que passou à professora Maria de Fátima Alves e por fim, no primeiro mandato do então prefeito Antonio Peixoto, ele foi nomeado para o cargo de Sub-Prefeito da Região do Litoral, atendendo às praias de Muriú, Jacumã e Porto Mirim, além dos distritos de Alto do Sítio, Coqueiros, Boa Vista e Rio dos Índios, congregando todo o Baixo Vale.
Atualmente aposentado, aos 93 (noventa e três) anos de idade, com uma larga folha de serviços prestados ao município de Ceará-Mirim, tem como hobbie visitar sua propriedade praticamente todos os dias, onde rejuvenesce com a lida da terra.
Professor Mário da Silva, cidadão ceará-mirinense, também foi agraciado com o Título de “Amigo, da Biblioteca”, outorgado pela Prefeita Therezinha Mello, por ter sido responsável pela reforma do prédio e em especial do Salão Nobre “Prefeito Ruy Pereira Júnior”, que foi entregue à população com uma exposição coletiva dos artistas ceará-mirinenses, dentre eles Santana, Etewaldo Santiago e seus filhos Naldo e Careca, Ojuara e Ruy Lima. 



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (84)99482-9967

Visitas: 161681
Usuários Online: 5
Copyright (c) 2023 - Jornal O Litoral - Sistema Litoral de Comunicação