noticias883 Seja bem vindo ao nosso site Jornal O Litoral!

Esporte

FLÁVIO TINOCO COMANDA CONQUISTA DA 1ª MEDALHA OLÍMPICA DO HANDEBOL BRASILEIRO

Surdolimpíadas: handebol feminino, comandado por um Potiguar, conquista bronze e faz história

Publicada em 17/05/2022 às 07:38h - 30 visualizações

Reprodução


Compartilhe
Compartilhar a notícia FLÁVIO TINOCO COMANDA CONQUISTA DA 1ª MEDALHA OLÍMPICA DO HANDEBOL BRASILEIRO  Compartilhar a notícia FLÁVIO TINOCO COMANDA CONQUISTA DA 1ª MEDALHA OLÍMPICA DO HANDEBOL BRASILEIRO  Compartilhar a notícia FLÁVIO TINOCO COMANDA CONQUISTA DA 1ª MEDALHA OLÍMPICA DO HANDEBOL BRASILEIRO

Link da Notícia:

FLÁVIO TINOCO COMANDA CONQUISTA DA 1ª MEDALHA OLÍMPICA DO HANDEBOL BRASILEIRO
 (Foto: Reprodução )

Por 24x15, brasileiras venceram a seleção do Quênia na disputa pelo 3° lugar.

A Seleção Brasileira Feminina de Handebol fez história na 24ª edição das Surdolimpíadas de Verão. Com uma imponente vitória de 24 a 15 sobre o Quênia, as meninas do Brasil conquistaram a primeira medalha da história da modalidade em uma competição olímpica. O Ginásio Poliesportivo da Universidade da cidade gaúcha de Caxias do Sul recebeu grande público que apoiou a equipe do início ao fim.

 

O começo da partida foi bem equilibrado e, até os cinco primeiros minutos, as quenianas estavam na frente. A partir dos 10 minutos, o Brasil se acertou em quadra e fez valer a superioridade técnica e física. O Quênia tentou reagir no início da segunda etapa, mas as brasileiras conseguiram manter boa vantagem e confirmaram a vitória nos 10 minutos finais.

 

Artilheira do Brasil na competição, a atleta Fernanda Caporal falou da emoção pela conquista inédita. “Estou muito feliz por poder conquistar essa medalha. Comecei no esporte aos 9 anos e essa vitória representa muito pra mim. Só tenho que agradecer minha família, minha equipe da CBDS, meus amigos, a equipe de handebol de ouvintes da minha cidade e a minha faculdade.”

 

Com medalha de bronze no handebol e no futebol feminino, já que o Japão desistiu de competir, o Brasil chegou a seis bronzes no total no quadro geral de medalhas, superando as cinco medalhas conquistadas na Surdolimpíada de 2017, na Turquia.

 

O TREINADOR É POTIGUAR

 

Flávio Tinoco, um dos ícones da modalidade no Brasil, treinador recordista de conquistas nos Jern's, tanto no feminino como no masculino, foi o treinador da equipe brasileira na competição.

 

Natural do Rio Grande do Norte, o técnico já projeta a ida ao Mundial de handebol surdo que ocorre em julho do ano que vem, na Dinamarca. A ideia é repetir ou até melhorar o feito da última edição, quando a equipe terminou na terceira posição.

 

"A surdo olimpíadas é a segunda competição mais antiga e a terceira maior do mundo. O Brasil nunca tinha conquistado uma medalha e eu pude contribuir para esse feito. Esse bronze é a primeira medalha olímpica da modalidade na história".

 




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (84)99482-9967

Visitas: 161654
Usuários Online: 7
Copyright (c) 2023 - Jornal O Litoral - Sistema Litoral de Comunicação