noticias844 Seja bem vindo ao nosso site Jornal O Litoral!

Mundo

Departamento de Justiça dos EUA divulga documento que justificou buscas na casa de Trump

O ex-presidente ao deixar o cargo, levou da Casa Branca cerca de 300 documentos secretos e de propriedade estatal

Publicada em 29/08/2022 às 21:05h - 15 visualizações

AGORA RN


Compartilhe
Compartilhar a notícia Departamento de Justiça dos EUA divulga documento que justificou buscas na casa de Trump  Compartilhar a notícia Departamento de Justiça dos EUA divulga documento que justificou buscas na casa de Trump  Compartilhar a notícia Departamento de Justiça dos EUA divulga documento que justificou buscas na casa de Trump

Link da Notícia:

Departamento de Justiça dos EUA divulga documento que justificou buscas na casa de Trump
 (Foto: Reprodução)

Uma versão editada da declaração do mandado de busca a uma propriedade do ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump na Flórida no início de agosto foi divulgada, nesta sexta-feira 26, pelo Departamento de Justiça dos EUA. As informações são do portal G1.

O FBI explica que os investigadores acreditavam que havia uma causa provável para os crimes terem sido cometidos e o material que os agentes do FBI esperavam encontrar na residência. A exposição da declaração era esperada, já que segue uma determinação da Justiça norte-americana de quinta-feira 25, e pode esclarecer melhor sobre as evidências que justificaram a busca sem precedentes, o ex-presidente ao deixar o cargo, levou da Casa Branca cerca de 300 documentos secretos e de propriedade estatal.

O Departamento tinha um posicionamento contrario a divulgação, afirmando que colocaria em risco uma investigação criminal em andamento, além de revelar informações sobre testemunhas e tornar públicas técnicas de investigação. No dia 8 de agosto, para recuperar parte desses papéis, o FBI fez uma operação de busca e apreensão na casa de Trump na Flórida, que foi revelada pelo próprio ex-presidente.

Investigação
Trump está sob investigação federal por possíveis violações da Lei de Espionagem, que torna ilegal espionar para outro país ou usar informações de defesa dos EUA de forma inadequada, incluindo compartilhá-las com pessoas não autorizadas, mostrou um mandado de busca, que veio a público no dia 13 de agosto. Trump teria levado cerca de 300 documentos secretos do governo dos Estados Unidos para sua residência oficial, em Mar-a-Lago, na Flórida.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (84)99482-9967

Visitas: 161539
Usuários Online: 1
Copyright (c) 2023 - Jornal O Litoral - Sistema Litoral de Comunicação